Cereja do Topo, por Lorena Gonzalez.

você não me deu presente de aniversario
11 de dezembro de 2014 às 4:00 AM | por Lorena Gonzalez Leal.
                Escrever pra você é talvez o presente mais difícil de arranjar da minha lista de natal. E você faz parecer tão simples, coloca tudo na mesma linha e já é. Já é você me torrando a paciência com suas piadas inoportunas, com suas promessas furadas e as visitas que nunca acontecem. Mas eu não posso escrever sobre isso porque é um presente e tem que te agradar. Afinal, esse não vem com selo para troca se não for seu tamanho ou se não gostar da cor, o presente é esse e pronto. O máximo que você pode fazer é enfiar no fundo da gaveta de meias e inventar uma desculpa pra nunca usá-lo na minha frente. E entre episódios de qualquer coisa e partidas de Candy Crush vou tricotando este texto sem saber muito bem se o objetivo é um cachecol ou um par de luvas. 
             E a gente vai tricotando a vida e essa coisa que chamamos de amizade mas que é algo no meio do caminho. Algo entre esse grau de familiaridade e conforto e aquela discordância afetiva quase incorrigível que se mantém viva por encontros casuais à caminho do ponto de ônibus, conversas rápidas enquanto o Lapa não vem, almoços temperados com ironia e resultados de testes do buzzfeed. Essa tricotação toda vai virando algo que é meio cachecol meio par de luvas e ninguém sabe bem como usar ou onde colocar e é grande demais pra gaveta de meias. E aí só resta deixar ali na escrivaninha e esperar que combine com o computador e a caneca da Marceline. 
            Então deixo aqui meu presente, bagunçado e embrulhado em papel machê, decorado com fotomontagens do Vovô e da Sharon Needles e espero que você o receba numa grande festa de Just Dance e shot de tudo. Um texto em prosa com aproximadamente um dia de atraso e repleto de palavras bonitas para que você possa chorar copiosamente por uns bons dois minutos antes de fechar o link e procurar alguma coisa mais interessante na internet (como uma seleção de fotos de 19 gatos que estão tendo um dia pior do que o seu). Caso você ainda esteja em dúvida se esse presente é pra você, o meu amigo secreto é insuportável e chato e um tremendo zé droguinha.    

0 comentários

Posts antigos. | Posts mais novos.
Lorena.

Paranaense, estudante de moda, escorpiana, chocólatra, impaciente, curiosa, desorganizada, ansiosa. Eu tenho um macaco azul e um sapo de aparelho, nunca tive amigos imaginários e no dia da Toalha eu levo a minha para todos os lugares. Dou risada em filme de terror, adoro cama-elástica, algodão doce e maçã do amor, acho divertido subir em árvores. Adoro escrever... Não me atreveria jamais a escrever um poema, sei que meu lugar é a prosa, o verso eu deixo pra quem quiser.

Sobre o blog.

"Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar pra mim na terra dos homens. Escrevo porque sou um desesperado e estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse a sempre novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os dias. Mas preparado estou para sair discretamente pela saída da porta dos fundos. Experimentei quase tudo, inclusive a paixão e o seu desespero. E agora só quereria ter o que eu tivesse sido e não fui."




Agradecimentos.

Skin:Júlia Duarte.
Basecode:Jaja
Best view:Google Chrome